Como a depressão afeta as relações interpessoais?

A depressão é um transtorno que afeta muito a vida do indivíduo, muitas vezes privando-o do convívio com outras pessoas e fazendo-o se sentir impotente diante da vida.

Assim, acaba gerando também alguns impactos nas relações interpessoais, sejam amorosas, profissionais, familiares, etc, considerando que muitas vezes as pessoas próximas podem não compreender o momento pelo qual a pessoa está passando.

Por isso, no post de hoje vamos falar sobre o assunto, e tratar sobre como a depressão afeta as relações da pessoa.

A seguir, confira tudo sobre depressão e relações interpessoais e como ajudar uma pessoa que está com depressão.

O que é a depressão?

o que é a depressão?

A depressão é um transtorno depressivo, caracterizado pela presença do humor triste, vazio ou irritável, acompanhada de alterações de humor e cognitivas, que alteram o funcionamento do indivíduo.

Entre os principais sintomas da depressão estão:

  • Humor deprimido durante maior parte do dia, quase todos os dias;
  • Diminuição do prazer e interesse nas atividades durante maior parte do dia;
  • Perda ou ganho significativo de peso ou redução e aumento do apetite;
  • Insônia ou hipersonia;
  • Inquietação ou lentidão sobre as atividades do dia a dia;
  • Fadiga quase todos os dias;
  • Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva;
  • Dificuldade de pensar ou se concentrar…

A partir desses sintomas é possível perceber que a depressão afeta todos os âmbitos da vida da pessoa, inclusive as relações interpessoais. Veja como isso se dá a seguir:

Como a depressão afeta as relações interpessoais?

depressão e relações interpessoais

Seja nas relações profissionais, familiares, amorosas ou nas amizades, a depressão afeta profundamente, provocando mudanças bastante significativas.

Entender estas mudanças é fundamental para saber que a pessoa com depressão não faz pouco caso daquela relação, ou está triste sem motivo nenhum, mas porque está realmente passando por um momento difícil.

Veja alguns dos sinais da depressão e como isso afeta as relações:

Isolamento

Quando uma pessoa está com depressão, tende a sentir muito cansaço e tristeza durante o dia, o que acaba gerando nela uma necessidade de isolamento. Assim, essa pessoa pode começar a recusar convites para encontros entre amigos, faltar ao trabalho ou desejar passar mais tempo em casa apenas com o(a) parceiro(a).

Com essas recusas e faltas, suas amizades podem acreditar que ela está evitando encontra-las porque não gosta da companhia; no ambiente de trabalho, as faltas podem parecer preguiça ou falta de comprometimento; em uma relação amorosa, pode parecer falta de interesse em fazer as coisas que o outro gosta, em participar mais da relação; etc.

Perda de interesse em coisas que antes davam prazer

A pessoa com depressão perde muito o interesse por coisas que antes davam muito prazer, como ir a eventos sociais, praticar exercícios físicos, conversar com os amigos, etc.

Com isso, a pessoa também deixa de participar dos seus círculos sociais, e deixa de fazer coisas que antes fazia com as pessoas que gosta porque não sente mais vontade.

No trabalho, pode perder o interesse por suas funções e diminuir o ritmo e a produtividade, o que pode gerar conflitos quando o trabalho é em equipe.

Dificuldades na vida sexual

A depressão também pode gerar perda de libido, assim, pode gerar incômodos nas relações amorosas. Isso porque, com a perda de interesse pela vida e também pela falta de vontade de praticar relações sexuais, o relacionamento acaba ficando estremecido.

Dificuldades na comunicação

Com o humor facilmente irritável, a pessoa com depressão pode parecer rude ou agressiva com as palavras, mesmo sem querer. Isso acaba gerando problemas na comunicação, e então, afastando algumas pessoas queridas.

Dicas para lidar e ajudar uma pessoa com depressão

lidar com pessoa com depressão

Agora que você já sabe de que maneira a depressão pode afetar as relações, veja algumas formas de lidar com a situação e ajudar uma pessoa que tem o transtorno.

Procure ajuda

Assim que perceber que a pessoa está apresentando mudanças no comportamento, relacionadas aos sintomas que já trouxemos na primeira parte do texto, procure ajuda.

Busque conversar com um psiquiatra para saber o que pode ser feito, de que maneira você pode ajudar a pessoa e então procure saber como a pessoa se sente com relação a isso.

Se for uma pessoa muito próxima, é importante que você também pense sobre fazer psicoterapia, assim, consegue lidar melhor com suas próprias emoções e, por consequência, ajudar a pessoa.

Aprenda sobre depressão

A maneira mais cuidadosa de lidar com uma pessoa que tem depressão é conhecer o transtorno. Assim, é fundamental estudar muito sobre o assunto, procurar depoimentos de pessoas que já passaram por isso, enfim, saber o máximo possível.

Isso é importante porque a depressão ainda é uma doença estigmatizada, e isso se dá justamente porque as pessoas não buscam conhecer seus sintomas e tratamentos.

Assim, você também não lidará com a pessoa depressiva como se ela fosse incapaz, ou de maneira agressiva, e vai compreender que ela só está se sentindo mal.

Ofereça seu apoio

Além de conhecer, é preciso realmente demonstrar seu apoio. Assim, incentive a pessoa buscar tratamento psiquiátrico, e se necessário, acompanhe-a durante o tratamento. Além disso, esteja sempre por perto, mesmo se a pessoa estiver se isolando — lembre-se que ela não está fazendo isso porque quer, e sim pela depressão.

Também é importante demonstrar sua compreensão sobre a situação, para que a pessoa não sinta culpa por ter um transtorno.

Proponha atividades

Propor atividades para fazer junto com a pessoa é uma excelente maneira de ajudar. Você pode começar com as atividades pelas quais a pessoa já demonstrava interesse e fazer, aos poucos, junto com ela, respeitando seu tempo e espaço.

Por exemplo, é excelente propor alguma atividade física, nem que seja uma caminhada, para que ela possa sair um pouco de casa, e também porque os exercícios são ótimos para o corpo e para a mente.

No post de hoje, você conferiu como a depressão afeta as relações interpessoais e o que pode ser feito para lidar com a situação e ajudar uma pessoa que está passando por isso.

Se você identifica sintomas de depressão em algum(a) amigo(a), colega de trabalho, parceiro(a), ou até mesmo em si, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco e marcar uma consulta!

 

Compartilhar este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário