As redes sociais aumentam a sensação de solidão? Entenda aqui.

Em algum momento você já se deparou com um grupo de pessoas que estavam juntas, mas cada uma olhando para o seu celular?

Essa situação tem sido muito recorrente, e gera muitos problemas relacionados à saúde mental, potencializando o sentimento de solidão.

No post de hoje, vamos falar sobre estudos americanos que abordam essa relação complicada entre redes sociais e solidão, além de falar sobre o que pode ser feito para lidar com a situação.

Redes sociais e solidão: por que isso acontece?

Redes sociais e solidão

De acordo com pesquisas realizadas por psicólogos americanos, publicadas no Periódico Americano de Medicina Preventiva, passar muito tempo nas redes sociais aumenta o sentimento de solidão.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 2000 pessoas, entre 19 e 32 anos, e os estudos ainda estão na fase preliminar. No texto publicado no periódico, os psicólogos dizem que acessar redes como Instagram, Facebook e Twitter por mais de duas horas por dia pode dobrar o sentimento de solidão e a probabilidade de isolamento de uma pessoa.

Mas, por que isso acontece?

Individualidade

Passar muito tempo conectado às redes sociais faz com que a pessoa perca um pouco do contato com o mundo. Assim, ela começa a deixar de sair ou ter experiências na vida, se encontrando com amigos ou fazendo outras atividades.

Ou até mesmo, quando sai de casa, não vive inteiramente aquele momento por estar conectada.

Dessa forma, começa a viver de forma individual, o que gera um sentimento muito forte de solidão, e aos poucos exclui a pessoa dos círculos sociais.

FOMO (fear of missing out)

A síndrome de FOMO, em português, “medo de ficar de fora” pode ser potencializada com as redes sociais. Isso porque, quando uma pessoa vê que outras estão fazendo coisas e que ela não está participando, sente ansiedade, e entende que não está aproveitando a vida.

Comparações

Nas redes sociais, as pessoas só postam o que querem que os outros vejam. Assim, geralmente mostram momentos felizes e situações boas, dando a entender que têm uma vida perfeita.

Isso pode afetar muito as outras pessoas que acessam suas fotos, pois passam a se comparar, acreditando que a própria vida não é interessante. Essa comparação pode, inclusive, desencadear casos de depressão.

Apesar de as redes sociais potencializarem todos esses pontos que foram citados, as pesquisas ainda não apresentam evidências que as redes realmente fazem mal às pessoas, considerando que os estudos são preliminares.

Como lidar com a solidão causada pelas redes sociais?

Redes Sociais e Depressão

Para lidar com a solidão causada pelas redes, é fundamental ficar atento à quantidade de tempo que você passa conectado. De acordo com a pesquisa, passar mais de duas horas por dia é prejudicial, assim, se você costuma ficar mais tempo, busque diminuir esse hábito.

Que tal trocar uma hora nas redes sociais pela leitura de um livro ou uma atividade física ao ar livre?

Além disso, é necessário equilibrar o uso das redes com outras atividades sociais, como estabelecer trocas verdadeiras com as pessoas quando as encontra, e buscar conversar mais pessoalmente.

No post de hoje, falamos sobre a relação entre redes sociais e solidão, e como as redes podem potencializar a sensação de isolamento e até causar um quadro depressivo. Em nosso blog, você pode ver mais sobre o assunto e encontrar informações importantes para diagnosticar a depressão, não deixe de conferir!

Compartilhar este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário