Pesquisas recentes consideram que o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e sobrepeso são problemas que podem estar intrinsecamente relacionados.

O TDAH é um transtorno neurobiológico que reflete num padrão comportamental caracterizado pela desatenção ou hiperatividade. Para indivíduos com TDAH, ter uma alimentação saudável e regular o peso pode ser um desafio.

Diversas pesquisas apontam para uma correlação entre TDAH e obesidade. Um estudo feito na Universidade de Nova York observou que crianças com TDAH têm maior risco de desenvolverem obesidade na fase adulta. Foram analisados dados de 222 homens avaliados desde os 8 até os 41 anos de idade, sendo que 50% dessa população possuía TDAH.

Em outra pesquisa holandesa, uma amostra de 372 crianças com TDAH, entre 5 a 17 anos de idade, apresentou um índice quatro vezes maior de riscos de sobrepeso.

Nesse artigo, você vai entender melhor a relação entre TDAH e obesidade, causas e tratamentos indicados.  Acompanhe a leitura até o final!

TDAH e sobrepeso: fatores que predispõem essa relação

TDAH e sobrepeso: qual a relação?

Uma alimentação saudável requer planejamento e gestão de tempo. De fato, pessoas com TDAH sentem dificuldades em ser orientar e organizar suas refeições de forma adequada. Muitas vezes, elas são levadas pela impulsividade e recorrem a fast foods e a alimentos industrializados.

Outro problema são os fatores emocionais, que podem influenciar quem tem TDAH a comer compulsivamente. Para contornar o estresse, a depressão e a ansiedade, o cérebro da pessoa com TDAH busca na comida uma forma de receber estímulos sensoriais que refletem na sensação de prazer e saciedade.

Agora que você já entendeu um pouco sobre a relação entre TDAH e obesidade, veja como algumas mudanças comportamentais podem controlar o problema:

Praticando a higiene do sono

higiene do sono e TDAH

Pessoas com TDAH, especialmente as hiperativas, tendem a ter problemas com o sono. Uma noite bem dormida é fundamental para o bom funcionamento do cérebro e reposição do organismo. Para melhorar suas noites de sono, leia o artigo seguinte – “Higiene do sono: como dormir melhor e ter mais disposição”.

Definir objetivos

Pessoas com TDAH têm mais facilidade em administrar suas emoções quando metas e objetivos estão bem definidos. Pense nas razões pelas quais você deseja perder peso, como ter uma vida mais longa e ativa. Detalhe um plano para perda de peso e resultados que você quer alcançar, isso vai servir de motivação.

Planejar as refeições

Como conversamos, pessoas com TDAH precisam gerenciar a fome e a compulsão alimentar. Planeje suas refeições diárias, faça as compras e defina o que vai comer com antecedência. Adotar novos hábitos alimentares e estruturar a rotina do dia são estratégias fundamentais para evitar o descontrole e a impulsividade durante as refeições.

Tratamento do estado nutricional de pacientes com TDAH e sobrepeso

O tratamento para os problemas de TDHA e sobrepeso envolve psicoterapia e a depender do caso, medicações. Portanto é importante buscar profissionais com experiência para um acompanhamento mais direto.

Além disso, foi observado que o uso de medicações estimulantes no tratamento do TDAH possui como uma de suas reações adversas a redução do apetite. Uma pesquisa publicada na revista Pediatrics evidenciou que indivíduos que não estavam recebendo tratamento medicamentoso apresentaram 50% mais chances de estarem acima do peso.

Nesse aspecto, o tratamento farmacológico com estimulantes nos sintomas de TDAH também tem se mostrado positivo no controle da obesidade.

Se você gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre o assunto, siga nossas redes sociais no Instagram e Facebook.

Compartilhar este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário