Como a cultura do cancelamento afeta a saúde mental?

Você sabe qual é a relação entre cultura do cancelamento e saúde mental? Esse termo, que está cada vez mais presente em nossa sociedade, é relacionado a um julgamento que parte de um grupo de pessoas a alguém que supostamente errou ou fez algo inaceitável. Assim, pode gerar vários problemas à saúde mental dos indivíduos.

No artigo de hoje, vamos trazer algumas informações sobre o que é a cultura do cancelamento e qual sua relação com a saúde mental, além de dicas para lidar com essa situação.

O que é a cultura do cancelamento

Na cultura do cancelamento, quem diz algo “errado” ou intolerável é cancelado, e passa a ser julgado por um grupo de pessoas.

Assim, o cancelamento é uma forma de punição pela conduta da pessoa, uma maneira de “educar”.

Isso pode se dar a partir de um comentário racista, xenofóbico, homofóbico, entre outras intolerâncias e preconceitos, mas também pode partir de comentários que simplesmente não estão de acordo com os gostos pessoais do cancelador.

É claro que precisamos nos responsabilizar pelas coisas que dizemos, principalmente se elas ferem a existência de alguém. Mas todo mundo erra, e será que essas pessoas canceladoras estão realmente aptas para fazer esse tipo de julgamento?

Qual a relação entre cultura do cancelamento e saúde mental

cultura do cancelamento afeta a saúde mental

Diante dessa cultura, podemos perceber o surgimento de quadros de sofrimento mental e até mesmo transtornos psiquiátricos, como depressão, ansiedade e ataques de pânico.

Depressão

As pessoas que são canceladas podem se isolar, sofrer alterações no sono e alimentação, sentir tristeza profunda e apatia pela vida, que são sintomas de depressão. Caso esse quadro não receba o devido cuidado, pode evoluir para um transtorno depressivo grave.

Ansiedade

A ansiedade é um transtorno caracterizado pela preocupação excessiva com o futuro, medos irracionais e dificuldade de manter o foco no presente. No caso das pessoas que sofrem com a cultura do cancelamento, se manifesta através da angústia sobre sua vida pessoal e profissional.

Ataques de pânico

O ataque de pânico pode ter como causa algum estressor pelo qual o paciente tenha passado, incluindo um evento de cancelamento. Esses ataques, que podem partir tanto de estados calmos quanto ansiosos, geram desconfortos físicos, medo de morrer e/ou perder o controle, falta de ar e palpitações, por exemplo.

Dicas de como lidar com esses casos

Agora, confira algumas formas de lidar com os casos de cancelamento:

Diminuir o uso das redes sociais

As redes sociais são hoje, ao mesmo tempo, ótimos espaços de convivência e lugares que podem levar as pessoas à ruína. Se for o último caso, evite utilizá-las por muito tempo, e estipule horários específicos para se informar e conversar com amigos.

Tirar momentos para cuidar de si

Depois de um caso de cancelamento, é muito importante que você tire um tempo para cuidar de si e de sua saúde mental, se possível, com a ajuda de um psiquiatra.

Meditar

A meditação é uma ótima alternativa para limpar a mente e focar no presente. Experimente sentar/deitar e meditar por 20 minutos diariamente.

No post de hoje, falamos sobre a relação entre cultura do cancelamento e saúde mental. Para ver mais informações sobre o assunto, siga nossas redes sociais.

Compartilhar este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário