Depressão pós-parto: o que é, sintomas e tratamento

Você sabe o que é depressão pós-parto?

Esse transtorno acomete 1 a cada 4 mulheres (cerca de 25% das mães no Brasil), porém muitas vezes não é compreendido como tal, sendo deixado de lado.

Por isso, no artigo de hoje vamos trazer informações sobre o transtorno, para que você consiga entender o que é, identificar os principais sintomas e conhecer as maneiras de tratar.

Se você é mãe e está sentindo algo parecido com a depressão pós-parto, continue com a gente para saber mais informações!

O que é depressão pós-parto?

quais os sintomas da depressão pós-parto

A depressão pós-parto é um transtorno depressivo que pode surgir logo com o nascimento do bebê ou até 6 meses após o parto.

Estima-se, de acordo com o DSM-5, que entre 3 e 6% das mulheres apresentam sintomas depressivos ainda na gestação, e que 50% dos episódios depressivos no pós-parto já começam antes do bebê nascer. Assim, é possível já identificar os sintomas antes de dar à luz.

Esses casos de depressão podem decorrer de diversos fatores, como o medo de se tornar mãe, estresse durante ou após a gravidez, falta de apoio do parceiro ou família, privação do sono, alimentação inadequada, etc.

Mesmo sendo muito comum, o transtorno não é diagnosticado com frequência. Porém, é importante ficar atenta aos sintomas a fim de buscar ajuda psiquiátrica para passar por esse momento.

A seguir, confira os principais sintomas da depressão pós-parto.

  • Tristeza constante;
  • Desânimo e cansaço persistentes;
  • Pouco interesse pelo bebê;
  • Dificuldade de cuidar de si e da criança;
  • Falta de apetite;
  • Alterações no sono;
  • Falta de prazer em atividades cotidianas;
  • Baixa autoestima;
  • Necessidade de isolamento;
  • Sensação constante de culpa.

Os sintomas da depressão pós-parto são sintomas da depressão, e assim como a própria doença, podem ser percebidos apenas como um desânimo momentâneo ou cansaço decorrente de rotina.

Além disso, alguns desse sintomas, como alterações no sono ou cansaço podem ser confundidos com a alteração da rotina causada pelo nascimento do bebê.

Por esses motivos, a depressão pós-parto muitas vezes não é diagnosticada. Porém, se forem percebidos vários dos sintomas da depressão ao mesmo tempo e de maneira persistente, é importante buscar tratamento.

Tratamento

O primeiro a se fazer, assim que os sintomas forem percebidos, é buscar apoio psiquiátrico, através da psicoterapia e, em alguns casos, o uso de medicamentos. Assim, a mãe tem acesso a um ambiente seguro para falar sobre suas frustrações, preocupações e temores.

As mudanças na rotina como uma alimentação saudável, horário mais equilibrado de sono e atividades físicas moderadas também são fundamentais nesse momento.

Além disso, o apoio do parceiro e uma rede de pessoas que podem apoiar e ajudar com os cuidados do bebê é fundamental. Nesse momento, é importante que a mãe saiba que não está sozinha e pode contar com seus entes queridos.

Sabemos que muitas mães têm seus bebês como prioridade, mas no momento em que você não estiver se sentindo bem, acreditando que não dará conta e com sintomas da depressão pós-parto, procure apoio psiquiátrico e lembre-se que as mães também precisam ser cuidadas.

Compartilhar este post

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário